Literatura

Crônicas

 

 

Fala, Thadeu! (Jornal Gente & Empresa)


Tema: Sonhar tem preço?

 

 

O MUNDO ESTÁ ACABANDO

 

Sonhar não custa nada. Você logo poderá pensar: sonhar não custa nada, mas realizar os sonhos é caro, muito caro! Será? Afinal, de qual sonho estamos falando? Aquisição de bens materiais? O sonho criado pela propaganda profissional: um massacre contínuo e natural em nosso cotidiano, feito pelas mídias de propaganda (TV, rádio, impressos, internet etc) e até por igrejas que condicionam sua felicidade e sucesso na vida... e na morte, também, àquilo que você doa, não ao próximo, mas ao “senhor”, ou senhores? Dizem que os 10% (dízimo) está escrito na Bíblia. Já estou até esperando algum entendido me mandar email explicando o assunto. DISPENSO!


Tem gente que adoraria ter 10% e doaria os outros 90% com prazer: 10% de dignidade, 10% de respeito, 10% de atenção... 10% somente. Por falar em 10%, foi-se o tempo que político se contentava com esse percentual nas suas “roubalheiras”. Também, são tantos 10% a serem distribuídos que o melhor mesmo é transformar os 10 em 90%. E quem fica com o prejuízo? Como, o empreendedor que “se vendeu”, se corrompeu também (famoso passivo), vai compensar suas perdas nos poucos 10% que lhe restaram? Vamos observar em nossa volta... Por exemplo, em uma obra? 1) Usando material de quinta categoria; 2) Supervalorizando os preços (dez por um, no mínimo); 3) Conseguindo isenção de impostos; 4) Conseguindo dinheiro através de papéis públicos (não me peçam para explicar); 5) Conseguindo alvará de liberação para o “inacabado” e até mesmo “inexistente” e... acima de tudo, sendo fiscalizado e cobrado por políticos que são fiscalizados e cobrados por um povo que se preocupa e se manifesta com indignação, mais, muito mais, com o que um tal Rafinha Bastos, de um programa na TV disse da “sra. Vanessa Camargo” (filha do... do... cantor sertanejo... Zé...), do que acontece de verdade, com piadas de péssimo gosto, como por exemplo, a roubalheira dos cofres públicos (“dos” sim, pois estão levando os cofres também, com tudo dentro). Outros fatos que podem virar piadas: A COPA vem aí! A OLIMPÍADA vem aí! A ELEIÇÃO vem aí! A polícia NÃO vem aí! O HOSPITAL não vem aí! A ESCOLA até vem, mas a EDUCAÇÃO... não vem, mesmo! Nem aí, nem lá, nem nunca, com governos populistas!


Volto a dizer, o mundo está acabando. Dizem que será em 2012! Estamos gastando dinheiro à toa com obras que nem existirão (eis uma boa desculpa para roubar). Espero que, se acabar, acabe em um Rock “em” Rio lotado, todo mundo pulando com “as mãos pra cima saindo do chão”, ao som de, um emocionante e criativo “aché music” ou sertanejo universitário, enquanto, na câmara dos deputados e no senado lotado, todos rindo de alegria, com as mãos pra cima também (queria que fosse, mas não estão sendo presos), pois estão votando, é dia de votação para... para aumento dos salários deles, dos ministros, dos juízes, dos vereadores, dos... ! Quer saber? Estou entrando em GREVE. Não escreverei mais enquanto não tiver aumento. Não, não é de dinheiro, pois não recebo nada para escrever essas palavras (você pode até dizer que não valem nada, também. É justo. Espero,”também”, que tenha pago por esse jornal).
GREVE! Quero aumento, mas, daquilo que falei no início de tudo: aumento de condições para que os verdadeiros sonhos, pelo menos pra mim, possam ter condições de se tornarem reais. Sem 10%, sem 1% que seja... sonhar não custa nada. Realizar o sonho também não, só depende de você, de você não vender o que te faz sonhar de verdade: sua alma!

 

Voltar

 

HomeCurriculumCinema e TVTeatroLiteraturaCursosContato

 



CNPJ: 15.051.800/0001-09